JUNTOS CRIAMOS O

DIA MUNDIAL DE CHAGAS

Map

A doença de Chagas ainda existe.

Ao contrário do que muitos pensam, a doença de Chagas afeta cerca de 7 milhões de pessoas no mundo, principalmente na América Latina, onde é endêmica. O problema é que a maior parte dessas pessoas não sabe disso, já que nunca foi diagnosticada.

Se não for tratada, a doença pode causar problemas no coração e no sistema digestivo anos depois da infecção.

Tornamos

essas pessoas visíveis

A partir deste ano, todo dia 14 de abril as pessoas afetadas pela doença de Chagas estarão presentes na agenda global de saúde para mostrar e compartilhar os desafios que enfrentam. A maioria dessas pessoas vive em ambientes com poucos recursos e sua condição de saúde é muito vulnerável.

Após 111 anos desde o primeiro diagnóstico humano da doença de Chagas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu oficialmente o dia 14 de abril como dia mundial para lembrar os desafios enfrentados pelas pessoas afetadas por essa doença negligenciada.

Como o novo coronavírus é muito recente, ainda não há dados sobre como ele interage com a doença de Chagas. Entretanto, precisamos lembrar que as condições de saúde provocadas pela doença de Chagas – como problemas cardíacos – são semelhantes àquelas que caracterizam os grupos que correm risco de desenvolver sintomas mais graves da COVID-19.


DADOS E ESTIMATIVAS ATUAIS:

• Mais de 7 milhões de pessoas afetadas.
• 30 mil novos casos por ano.
• Mais de 12 mil mortes anualmente.
• Mais de 75 milhões de pessoas em risco de contrair a infecção por meio do inseto vetor, de forma congênita ou oral, bem como por transfusão de sangue e doação de órgãos.
• A doença é endêmica em 21 países das Américas, sendo Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia e México os países com o maior número de pessoas afetadas.
• O maior número de pessoas afetadas, fora das áreas endêmicas, está nos Estados Unidos e na Espanha.



Assista ao vídeo

MSF Logo

Sobre a Doença de Chagas

A doença de Chagas é uma doença infecciosa causada pelo protozoário Trypanosoma Cruzi. Conhecida por ser causada pela picada do inseto “barbeiro” nas Américas, na verdade ela é transmitida pelas fezes contaminadas desse inseto, que pode entrar em contato com os humanos após sua picada, ou pela ingestão de alimentos contaminados. Porém, poucos sabem que a doença de Chagas também pode ser transmitida da mãe infectada para o bebê.

Hoje existem cerca de 7 milhões de pessoas afetadas pela doença de Chagas no mundo, mas somente 1 em cada 10 pessoas foi diagnosticada. Existe tratamento para a doença, que é curável em sua fase inicial. Mas, se não for tratada, ela pode gerar graves problemas no coração (como o aumento do seu tamanho) e no sistema digestivo ao longo dos anos.

A doença de Chagas é endêmica em toda a América Latina. Ela não está ultrapassada e nem foi superada – mais de 65 milhões de pessoas ainda correm o risco de serem infectadas no mundo e 12 mil pessoas morrem por ano de causas associadas a ela.

Por ser uma doença negligenciada, acabou caindo no esquecimento da sociedade e de políticas públicas, quase não havendo investimentos para enfrentá-la. Mas a doença de Chagas ainda é um sério problema de saúde pública.

Atualmente, a maioria das pessoas que vive com a doença reside em áreas urbanas e muitas vivem em países não endêmicos. O lugar onde elas se encontram mudou e a transmissão foi significativamente reduzida, mas os desafios de acesso ao diagnóstico e tratamento ainda permanecem.

Epidemia silenciosa
Pela primeira vez comemoramos o Dia Mundial da Doença de Chagas, ajudando a dar visibilidade para essa doença que afeta cerca de 7 milhões de pessoas no mundo

Diagnóstico e tratamento

Veja onde encontrar

Faça o download da
lista de contatos

MSF Logo
O diagnóstico e tratamento para a doença de Chagas deve ser oferecido pela rede pública do seu país, preferencialmente na atenção básica.

Clique no PDF e veja uma lista de contatos para mais informações sobre o acesso ao diagnóstico e tratamento em diferentes países.

Fale conosco

Tem alguma dúvida? Preencha os campos e nos envie uma mensagem.



Mensagem enviada com sucesso!

Apoiadores